Declaração da Frente Democrática pela Reunificação da Pátria sobre as façanhas de unidade nacional

O Comitê Central da Frente Democrática pela Reunificação da Pátria tornou público, em meados de abril de 2018, um memorando sobre as façanhas do Presidente Kim Il Sung, do Dirigente Kim Jong Il e do respeitado Líder Supremo Kim Jong Un, que forneceram a tradição de grande unidade nacional no primeiro período de divisão nacional e transportaram com sucesso e desenvolveram geração após geração. O memorando foi divulgado no sábado para marcar o 70º aniversário da Conferência Conjunta dos Representantes dos Partidos Políticos e Organizações Sociais do Norte e do Sul da Coreia.

cc

O memorando diz:

“Nosso país não deve ficar dividido em dois e deve se reunificar sem falta segundo a vontade e demanda comuns da nação, o que é a linha de reunificação da pátria mantida pelo Presidente Kim Il Sung desde o primeiro dia da divisão da Coreia.

Imediatamente depois da libertação da Coreia (1945), em outubro de Juche 36 (1947) quando o imperialismo estadunidense tratava de fabricar um “governo separado mediante eleições separadas” sob o rótulo da ONU, o presidente apresentou a proposta de convocar a Conferência Conjunta dos Representantes dos Partidos Políticos e Organizações Sociais do Norte e do Sul da Coreia em seu discurso “Sobre o projeto de negociações Norte-Sul da Coreia” pronunciado na reunião da presidêcia do Comitê Central da Frente Unida Nacional Democrática da Coreia do Norte e se esforçou para realizá-la.

Graças a sua sábia direção, ocorreu em Pyongyang do dia 19 a 23 de abril de 1948 a Conferência Conjunta dos Representantes dos Partidos Políticos e Organizações Sociais do Norte e do Sul da Coreia com a participação de 695 representantes de 56 partidos políticos e entidades sociais do Norte e do Sul na Coreia e esta conferencia foi fruto brilhante da linha independente da reunificação da pátria e da ideia de grande unidade da nação do Presidente e a primeira vitória histórica alcançada pelas forças patrióticas de reunificação.

Sob a base das experiências e êxitos desta conferência, o Presidente dirigiu sabiamente a luta para alcançar a grande unidade de toda a nação e a reunificação da pátria.

O Dirigente Kim Jong Il é o eterno sol da nação que dinamizou a luta para a unidade nacional e reintegração da Coreia ao defender e prosseguir a ideia do Presidente em matéria da grande unidade da nação e suas façanhas.

Fez construir o local de interesse histórico-revolucionário na ilhota Suk onde se efetuou a citada conferência e ergueu o Monumento à Frente Unida. Graças à sua incansável orientação, se levantou em Panmunjom, símbolo de divisão, a lápide com a assinatura do Presidente que transmite suas façanhas realizadas para a reunificação na pátria e na avenida Thong-il ergueu o Monumento das Três Cartas para a Reunificação Nacional.

O Dirigente publicou muitas obras para aprofundar e desenvolver globalmente a ideia do Presidente sobre a grande unidade da nação e iluminar o caminho mais correto da unidade e reunificação nacional.

Com o ambicioso projeto da reunificação da pátria, com magnanimidade e fraternidade, o Dirigente abriu a nova época da grande unidade nacional.

Atualmente, o Máximo Dirigente Kim Jong Un leva adiante a ideia e as façanhas dos líderes antecedentes e as ricas experiências e as tradições da grande unidade de toda a nação.

O Máximo Dirigente aprofundou e desenvolveu a ideia e linha da grande unidade nacional apresentada pelos grandes líderes conforme a nova etapa histórica e tomou medidas transcendentais e realistas para realizá-las.

Graças ao propósito patriótico e a grande decisão do Máximo Dirigente que trata de registrar uma grande viragem nas relações entre ambas partes coreanas mediante a grande unidade pan-nacional e abrir a fase da reunificação independente, está melhorando a situação da Península Coreana.

Graças à direção destacada do Máximo Dirigente que continua de modo brilhante a ideia dos líderes antecedentes sobre grande unidade nacional, os coreanos alcançarão sem falta a unidade e a reintegração territorial.”

(Com informações de KCNA)

____________________________

Do blog A Voz do Povo de 1945

1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s