Kim Jong Il, o filho do Monte Paektu e estrela guia da Coreia

O Monte Paektu é a terra natal do Dirigente Kim Jong Il (1942-2011).

Conhecido como o pico ancestral da nação coreana e a montanha sagrada da revolução, é a montanha mais alta da Península Coreana, desabitada desde tempos imemoriais por conta de sua geografia altamente acidentada e seu clima desfavorável. Os “primeiros moradores” surgiram nas florestas primitivas ao fim da década de 1930, quando a Coreia se encontrava sob ocupação militar do Império Japonês (1905-1945).

Conduzida pelo General Kim Il Sung, a base da liderança da aguerrida Luta Armada Antijaponesa, travada na planície da Manchúria, deveria deslocar-se para o Monte Paektu, sendo construídos no Vale de Sobaeksu acampamentos secretos, além da Sede do Exército Popular Revolucionário Coreano.

Nesse lugar sem nome, envolto de montanhas e densas florestas, por onde flui o rio Sobaek, foi construída uma pequena cabana (menor que o usual) de madeira com maçaneta de casca de ova. Nessa pequena cabana, em 16 de fevereiro de 1942, nasceu o Dirigente Kim Jong Il, homem que deixou marcas indeléveis na política mundial.

Continuar lendo “Kim Jong Il, o filho do Monte Paektu e estrela guia da Coreia”

80 anos de Kim Jong Il: aberta exposição virtual que revela trajetória histórica do Eterno Dirigente

Em razão das comemorações de 80 anos de nascimento de Kim Jong Il, uma exposição virtual especial está disponível para o público brasileiro.

A exposição, que conta a história de liderança de Kim Jong Il, é um esforço conjunto da Casa de Edições em Línguas Estrangeiras da RPDC, do Centro de Estudos da Política Songun do Brasil e o Portal Conheça Coreia.

No sítio virtual, o leitor pode encontrar dezenas de fotos raras que contam a história da liderança revolucionária de Kim Jong Il. Através de três abas, podem-se encontrar registros de três áreas diferenças de trabalho do Eterno Dirigente. O site ainda conta com som ambiente.

Você pode acessar a exposição neste endereço.

Print da página da exposição virtual

__________

CEPS-BR

Kim Jong Il: 80 anos de um fiel soldado revolucionário

Se estivesse vivo ainda hoje, nesse 16 de fevereiro de 2022 o Dirigente Kim Jong Il estaria completando exatamente 8 décadas de vida. Ele foi o condutor da Revolução Coreana em momentos cruciais desse processo e exerceu cargos políticos de uma maneira que causou profundas transformações na sociedade coreana e até mesmo na configuração global do poder.

Nascido em 16 de fevereiro de 1942, na Coreia, precisamente no sopé do Monte Paektu, na base secreta da guerrilha então em andamento para combater os ocupantes japoneses, Kim Jong Il é filho do General Kim Il Sung e da heroína Kim Jong Suk. Embora tenha nascido de pais que viriam a ser os fundadores e organizadores do Estado da Coreia, ele nunca viveu em uma casta de privilégios. Passou a infância entre trincheiras de guerra, viu, na adolescência, a destruição do seu país por causa da Guerra da Coreia, trabalhou na reconstrução de cidades, frequentou a universidade como qualquer outro coreano e também teve um emprego em uma fábrica.

Kim Jong Il quando criança no colo de seu pai, o General Kim Il Sung, e de mãos dadas com sua mãe, Kim Jong Suk, heroína militar da Coreia.
Continuar lendo “Kim Jong Il: 80 anos de um fiel soldado revolucionário”

Kim Jong Il causou “a maior impressão no mundo”

16 de fevereiro de 2022 marca o 80 aniversário do nascimento de Kim Jong Il (1942-2011), presidente do Comitê de Defesa Nacional da República Popular Democrática da Coreia.

Por ocasião dessa data, muitas pessoas ao redor do mundo se lembram dele com profunda reverência.

Kim Jong Il, o grande líder da nação coreana, foi um defensor da justiça e da verdade no mundo.

Com suas dinâmicas atividades teórico-ideológicas, ele indicou à humanidade o caminho a seguir.

Quando o socialismo entrou em colapso no final do século passado na antiga União Soviética e em vários países do Leste Europeu, os imperialistas e os traidores do socialismo proclamaram o “fim absoluto do socialismo no mundo”.

Continuar lendo “Kim Jong Il causou “a maior impressão no mundo””

Entidades brasileiras realizam evento conjunto em razão dos 80 anos de Kim Jong Il

Organizações de estudo sobre as Ideias Juche e Songun co-realizaram na noite desse domingo (13) um evento virtual coletivo para marcar a data de 80 anos de nascimento do Dirigente Kim Jong Il.

O evento, chamado «Os 80 anos de Kim Jong Il, o Eterno Dirigente da Coreia» contou com a participação de acadêmicos e estudiosos do processo revolucionário da República Popular Democrática da Coreia. Estiveram presentes Emanuel Tejerina, presidente da Associação de Amizade com a Coreia do Brasil (KFA), Gabriel Martinez, do Centro de Estudos da Ideia Juche do Brasil e José Reinaldo Carvalho, do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz). O evento foi apresentado por Lucas Rubio, do Centro de Estudos da Política Songun do Brasil.

Continuar lendo “Entidades brasileiras realizam evento conjunto em razão dos 80 anos de Kim Jong Il”

Há 10 anos, Kim Jong Un era nomeado Comandante Supremo das Forças Armadas da Coreia Socialista

O dia 30 de dezembro marca o aniversário da nomeação de Kim Jong Un como Comandante Supremo das Forças Armadas da República Popular Democrática da Coreia, ocorrida em 2011.

Em dezembro de 2011, a Coreia perdeu o seu condutor revolucionário, Kim Jong Il, que faleceu no dia 17 daquele mês. Naquele período, o povo coreano e suas instituições políticas endossaram a escolha de Kim Jong Un como nova liderança do país; isso incluiu seu apontamento como comandante das forças armadas, que possuem valor imperativo na política nacional.

Continuar lendo “Há 10 anos, Kim Jong Un era nomeado Comandante Supremo das Forças Armadas da Coreia Socialista”

O General da Coreia: notas sobre os 10 anos de falecimento de Kim Jong Il

É de se considerar que grande parte da essência de existência do próprio Centro de Estudos da Política Songun do Brasil se deve aos muitos trabalhos e feitos da vida do General Kim Jong Il. Por essa razão, nossa organização e todos os seus membros relembram com grande atenção a data de 17 de dezembro de 2021, que marca o 10º aniversário de falecimento do Generalíssimo.

Os méritos da vida revolucionária do camarada Dirigente Kim Jong Il são amplamente conhecidos por todos. Passada exatamente uma década após a sua partida física, ainda escutamos os ecos vívidos das ações tomadas pelo Dirigente em momentos cruciais na História da Coreia e do mundo. Tais ecos ressoam como provas da grande capacidade de liderança do General que atravessou junto de seu povo momentos de terríveis provações sem dar jamais sequer um passo atrás. Dos grandes méritos de Kim Jong Il dos quais estamos falando aqui, talvez um dos mais substanciais e preponderantes seja o da elaboração e aplicação prática da Política Songun, artifício impressionante nascido da interpretação correta de mundo que o General Kim Jong Il teve em sua época.

A Política Songun é um dos pilares da República Popular Democrática da Coreia. As suas origens são muito antigas, mas foi sob o comando do General Kim Jong Il que essa política tomou formas, nomes e sentidos como os que conhecemos hoje. O Songun é a aplicação prática do modo jucheano de se entender a realidade material e de transformá-la conforme as demandas das massas populares. Em poucas palavras, Songun é a política militar da Coreia que dá grande importância aos assuntos militares como forma de não somente defender o país das ameaças externas como também dar um novo impulso na construção socialista.

Continuar lendo “O General da Coreia: notas sobre os 10 anos de falecimento de Kim Jong Il”

Partido do Trabalho da Coreia: 76 anos de uma organização revolucionária ímpar

Por Lucas Rubio, Presidente do CEPS-BR

76 anos de fundação do Partido do Trabalho da Coreia reacende a luz de uma organização sem comparação nos dias atuais

O dia 10 de outubro de 2021 marca o 76º aniversário de fundação do Partido do Trabalho da Coreia (PTC), o partido dirigente e vanguarda da Revolução Coreana. Nesse mesmo dia, em 1945, o Presidente Kim Il Sung unificou vários movimentos e grupos políticos revolucionários ao entorno de uma única organização que receberia esse nome – Partido do Trabalho da Coreia.

Em Pyongyang, capital da RPDC, existe um belo monumento chamado “Monumento à Fundação do PTC”. Ele consiste de um conjunto de três braços de pedra que seguram uma foice, um martelo e um pincel. Um anel une esses três braços e nele está escrito “Viva o Partido do Trabalho da Coreia – o organizador de todas as vitórias do povo coreano!”. Nenhuma outra frase poderia ser mais adequada para expressar o significado central do PTC, uma organização sem comparações no mundo de hoje.

Presidente Kim Il Sung em reuniões do PTC (décadas de 1940 e 1950)

Continuar lendo “Partido do Trabalho da Coreia: 76 anos de uma organização revolucionária ímpar”

Exposição virtual celebra com fotos raras os 73 anos da construção do socialismo na RPDC

Uma exposição virtual de fotografias está sendo lançada pelo CEPS-BR em cooperação com a revista norte-coreana «Coreia» e o Portal Conheça Coreia para marcar os 73 anos de fundação da República Popular Democrática da Coreia, celebrados em setembro.

Através do site da exposição, o visitante pode conferir uma série de fotografias, algumas inéditas, da construção do socialismo na RPDC ao longo de mais de 7 décadas. As fotos demonstram a caminhada longa do povo coreano em busca de autossuficiência para a construção de uma sociedade nova e livre.

Além disso, é possível ver fotos de Kim Il Sung, Kim Jong Il e Kim Jong Un em visitas à fábricas, escolas, fazendas e unidades militares e em atividades políticas.

A iniciativa é mais um fruto da parceria do CEPS-BR com editoras da própria Coreia Socialista.

Dezenas de fotos com legendas abrangem 73 anos de existência da República Popular Democrática da Coreia

Há 85 anos, na Coreia, o revolucionário Kim Il Sung fundava a Associação para a Restauração da Pátria

Em um dia como esse, há 85 anos, nascia a Associação para a Restauração da Pátria.

Em 5 de maio de 1936, o General Kim Il Sung formou a Associação para a Restauração da Pátria, a primeira organização estável a reunir diferentes forças patrióticas e anti-japonesas na Coreia.

A Associação para a Restauração da Pátria operava na clandestinidade, fugindo das perseguições dos colonialistas japoneses que ocupavam a Coreia, e teve seu nome marcado na História por ser a frente unificada pioneira da luta do povo coreano por independência. A ARP operava com o protagonismo dos grupos revolucionários e baseada na aliança de operários e camponeses, mas vários grupos sociais diferentes, desde que fossem patrióticos e aceitassem o liderança revolucionária, foram agregados ao movimento.

Continuar lendo “Há 85 anos, na Coreia, o revolucionário Kim Il Sung fundava a Associação para a Restauração da Pátria”