Máximo Dirigente Kim Jong Un recebe certificado do Brasil

Pyongyang, 10 de dezembro de 2019 (ACNC) — O Máximo Dirigente Kim Jong Un recebeu o certificado “Moção de Louvor e Reconhecimento” que lhe outorgou a Assembleia da cidade do Rio de Janeiro, no Brasil.

Em reconhecimento às façanhas realizadas pelo Máximo Dirigente que fez contribuição à causa da reunificação independente da Coreia e à manutenção da paz e segurança do mundo e dedica tudo pela felicidade do povo frustrando a brutal campanha de sanção e pressão das forças hostis, a referida assembleia brasileira decidiu conceder-lhe a distinção que se outorga aos beneméritos extraordinários.

O certificado foi entregue no dia 29 de novembro ao embaixador coreano no Brasil.

____________________
KCNA
Centro de Estudos da Política Songun – Brasil

CEPS-BR promove homenagem da cidade do Rio de Janeiro ao Marechal KIM JONG UN

O Centro de Estudos da Política Songun do Brasil promoveu um encontro entre o vereador da cidade do Rio de Janeiro, Leonel Brizola, e o Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da República Popular Democrática da Coreia no Brasil, o Sr. Kim Chol Hak, no dia 29 de novembro de 2019.

Durante as conversações, foram discutidas questões de intercâmbio cultural e econômico entre a Coreia do Norte e o Rio de Janeiro. Acompanhado do Sr. Kim Jong Chol, Segundo Secretário da Embaixada da RPDC, o Embaixador Kim Chol Hak sugeriu que o Rio de Janeiro seja transformado em uma cidade irmã da cidade coreana de Nampo, na costa oeste do país.

O Presidente do Centro de Estudos da Política Songun do Brasil, Lucas Rubio, esteve presente promovendo o encontro.

Ao fim das conversações, foi entregue pelo vereador Leonel Brizola uma Moção de Louvor e Reconhecimento ao Embaixador Kim Chol Hak pelo seu trabalho diplomático no Brasil para estreitar os laços de amizade entre o povo coreano e brasileiro.

Também foi entregue uma Moção de Louvor e Reconhecimento ao Máximo Dirigente Kim Jong Un por seu trabalho pela paz mundial e a reunificação pacífica da Coreia.

Ao fim do encontro, ambas as partes se fotografaram e o camarada Embaixador prestou uma entrevista à TV Câmara.

222
(Foto: ASCOM vereador Brizola)
78185954_2588125804598320_5355341695716163584_o (1)
(Foto: ASCOM vereador Brizola)
78714830_2588126274598273_1953790875037335552_o
(Foto: ASCOM vereador Brizola)
IMG_20191129_163714.jpg
(Foto: CEPS-BR)

____________
Centro de Estudos da Política Songun – Brasil

1-1

CEPS-BR realizará seminário com embaixador da Coreia do Norte no Brasil

O Centro de Estudos da Política Songun – Brasil realizará sua última reunião do ano e receberá para isso o Excelentíssimo Sr. Kim Chol Hak, Embaixador da República Popular Democrática da Coreia no Brasil.

O seminário «Revolução e Exército: a política militar da Coreia do Norte» ocorrerá no dia 29 de novembro de 2019, às 18h30min, no Salão Nobre da Faculdade de Direito da UERJ, no 7º andar, bloco F.

Na ocasião, o embaixador falará sobre a Política Songun da Coreia e responderá perguntas do público.

Contamos com sua presença e divulgação!

Link do evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/531980394020191/

cartaz5-final.jpg

_______________
Centro de Estudos da Política Songun – Brasil

1-1

Sobre os 3 anos do Centro de Estudos da Política Songun – Brasil

Outubro é um mês muito especial para nós. Comemoramos no dia 6 desse mês o estabelecimento do Centro de Estudos da Política Songun do Brasil. Enquanto o dia 6 de outubro marca a data formal da fundação de nosso grupo, o dia 7 marca o lançamento da nossa página no Facebook, um dos nossos principais meios de comunicação.

Nossa primeira reunião presencial ocorreu no dia 16 de fevereiro de 2017, data em que marcamos os 75 anos de nascimento do General Kim Jong Il e iniciamos de fato as nossas atividades. Nesse importante evento, realizado na UERJ, nós contamos com a presença de amigos e camaradas muito caros para nós e que até hoje nos auxiliam muito com nosso trabalho, como o Centro de Estudos da Ideia Juche – Brasil e a Associação da Amizade Brasil-Coreia, comandada pela camarada Rosanita Campos.

EImvUXVzMHY
Nosso primeiro encontro: fevereiro de 2017.

Foi também muito simbólico no nosso início de atividades a gentil carta que recebemos do camarada Dr. Dermot Hudson da Inglaterra, presidente de vários grupos daquele país que estuda há anos a Coreia e que na época foi a primeira organização internacional a congratular a formação de um grupo no Brasil para o estudo da Política Songun. Em julho desse ano de 2019 tivemos a chance de realizar um histórico encontro com o camarada Dermot Hudson em um dos maiores eventos que já organizamos.

55
O camarada Dermot Hudson durante sua visita ao Brasil e participação em um evento do CEPS-BR junto do camarada Lucas Rubio.

Nesses 3 anos que se passaram, nosso Centro de Estudos passou de ideias para realizações. Temos feito, desde então, inúmeras atividades em diversas partes do Brasil e do mundo em uma incansável marcha não apenas para estudar a República Popular Democrática da Coreia mas também para provocar a reflexão entre as pessoas de que o caminho do socialismo é o caminho a ser seguido pelos povos do mundo que desejam viver livres e felizes.

Durante nossa existência, realizamos seminários, palestras, aulas, videoconferências, participamos de entrevistas, escrevemos livros, realizamos atos de apoio e de protesto e muitas outras formas mais de divulgação da Ideia Juche e Ideia Songun.

Talvez um dos pontos mais altos nesses 3 anos do nosso Centro de Estudos foi a visita de 10 dias que realizamos em setembro de 2018 à República Popular Democrática da Coreia à convite da Associação Coreana de Cientistas Sociais para as comemorações pelos 70 anos de fundação da República. O CEPS-BR esteve presente na minha figura.

 

IMG_20180905_103101_HDR
Lucas Rubio diante das estátuas dos líderes Kim Il Sung e Kim Jong Il na Colina Mansu, Pyongyang, República Popular Democrática da Coreia.

É valioso o trabalho dos demais camaradas do nosso Centro de Estudos que atuam em outros estados brasileiros, como os companheiros Gabriel Tanan e Fabio Khachaturian, em São Paulo.

Em três anos, no Brasil, estivemos participando de atividades no Rio de Janeiro, onde nos concentramos, mas também estivemos em São Paulo, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e futuramente pretendemos estar em muitos outros lugares do nosso país, conhecendo nossa gente, nossas necessidades e levando a cada rincão a experiência da Revolução Coreana como inspiração para nossa própria Revolução. Além desses lugares, estivemos também presentes durante o Seminário Latino-Americano da Ideia Juche, realizado na Venezuela, em outubro de 2018, onde pudemos não só presenciar como também fundar ativamente o Movimento Juvenil por uma América Latina Independente, no qual estamos com nossos trabalhos atrelados.

Reunindo tudo que produzimos nesses três anos, temos a certeza de que nosso trabalho está sendo realizado com grande responsabilidade, carinho e afinco. São milhares de artigos na internet, além de inúmeros materiais audiovisuais e vidas atravessadas pelos eventos que fizemos e ainda faremos.

De grande peso e inestimável também foi e é o apoio que recebemos dos simpáticos camaradas da Embaixada da RPDC no Brasil, que nos munem com informações, livros e apoio moral. Descobrimos ali verdadeiros irmãos trabalhadores que nada querem além de defender seu país e ajudar na construção de um mundo novo e livre. Com eles também realizamos e participamos de seminários e apresentações que marcaram todos os envolvidos.

30420459_2007250322680243_8474246616939405880_o
O camarada Lucas Rubio, Presidente do CEPS-BR, o camarada Fabio Khachaturian, vice-presidente do CEPS-BR e os companheiros da Embaixada da RPDC.
53111219_2651259504945985_8618515847008223232_o
Evento realizado no Rio de Janeiro com os camaradas Embaixador da RPDC no Brasil, Kim Chol Hak, e Myong Chol, Conselheiro Político da Embaixada da RPDC no Brasil.

Nosso agradecimento também deve ir aos camaradas da Liga Latino-Americana dos Irredentos, que deram suporte e sediaram alguns dos eventos mais simbólicos que o CEPS-BR já realizou. Como grupo político de construção do socialismo ao estilo latino-americano, os camaradas dos Irredentos nos deram um importante espaço para falar sobre a Coreia Popular e sua revolução anti-imperialista e socialista.

Incomparável também foi o apoio que temos dos companheiros da Tribuna da Imprensa Livre, que desde nossos primeiros momentos estão presentes em nossos eventos e que também cederam valioso espaço em suas mídias para nossos artigos e atividades.

Também nosso muito obrigado para a TV Comunitária do Rio de Janeiro, que algumas vezes realizou entrevistas para a TV conosco, levando a um grande número de pessoas informações que a TV geralmente não diz sobre a Coreia do Norte.

O apoio e ajuda da Revista Intertelas e do companheiro João Cláudio Pitillo também são dignos de nota.

Estendemos também nossos agradecimentos aos companheiros das Edições Nova Cultura, da Juche TV, do Movimento Nova Pátria e também a Associação Cultural José Martí do Rio de Janeiro por apoio em diversos momentos.

Nada disso teria sido possível, é claro, sem a recepção e ajuda impressionante que recebemos do público e de diversas outras organizações e páginas que não só nos apoiam moralmente como também divulgam nosso trabalho, nos convidam para produzir novas coisas e contribuem de maneira inestimável nesse caminho.

IMG-20190829-WA0127
Estamos construindo, no Brasil, uma poderosa aliança de amizade entre o povo brasileiro e o povo coreano. Na foto, recente evento realizado em São Paulo.
MS-Brasil-Coreia
A amizade internacionalista com a Coreia tem conquistado vários estados brasileiros. Na foto, nós no Mato Grosso do Sul durante evento realizado com o apoio do PSOL-MS e entidades de luta.

Por cada lugar que tivemos, recebemos calorosas boas-vindas das pessoas que se interessam muito pelo tema ou até mesmo que possuem uma visão muito negativa sobre a Coreia Popular mas que, após ouvir um pouco do que temos a dizer, sempre retornam contando que estão refletindo e mudando sua opinião. Na internet, não só brasileiros como também camaradas de outros países do mundo saúdam nossos esforços e constroem conosco uma grande rede de informações e apoio à justa causa revolucionária da Coreia.

Nosso trabalho só é possível graças a vocês que estão desse lado nos lendo, nos ouvindo, nos apoiando. A vocês, nossos sinceros agradecimentos!

Desejo a todos que estão conosco boas realizações e desejo ao nosso tão caro Centro de Estudos da Política Songun do Brasil muitos anos mais de existência e de feitos ainda maiores e mais marcantes.

Viva o Centro de Estudos da Política Songun do Brasil!
Viva a Revolução Coreana!
Viva a Revolução Brasileira!

Lucas Rubio

Presidente do Centro de Estudos da Política Songun – Brasil

Seminário sobre a Coreia Popular realizado no Mato Grosso do Sul

No dia 13 de setembro de 2019 foi realizada a atividade «A História do Socialismo e da Revolução na Coreia do Norte» na cidade de Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul. O evento contou com a participação de Lucas Rubio, Presidente do Centro de Estudos da Política Songun do Brasil.

IMG-20190914-WA0038
Lucas Rubio, Presidente do CEPS-BR

A atividade aconteceu na Concha Acústica da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, a UFMS, e foi realizada com o apoio do PSOL-MS. Na plateia, esteve presente também membros da juventude do PSOL e do PCB.

Foi apresentado para o público a história da Coreia, desde sua fundação há 5.000 anos, passando pelo processo de revolução anti-colonial liderado pelo General Kim Il Sung, a Guerra da Coreia contra o imperialismo americano e a construção do socialismo ao estilo Juche. Foi explicada também a liderança revolucionária do Dirigente Kim Jong Il baseada na Política Songun de valorização militar e a conquista do grande poderio bélico sob a liderança do Marechal Kim Jong Un.

70883718_454243638521877_4835359582966513664_n

Foi evocado o 71º aniversário de fundação da República Popular Democrática da Coreia.

Ao fim, foram respondidas várias perguntas sobre o funcionamento interno do país, aspectos culturais, curiosidades e posições históricas e internacionais da Coreia.

O evento, primeiro do tipo na capital sul mato-grossense, foi uma oportunidade de difusão dos ideais revolucionários dos povos do mundo para a região brasileira e também uma afirmação de apoio, por parte da juventude, à heroica luta do povo coreano.

No fim, alguns participantes se fotografaram com a bandeira nacional do Brasil e da Coreia Socialista, registrando historicamente o primeiro ato público de solidariedade do MS à RPDC.

MS-Brasil-Coreia

_________________
Centro de Estudos da Política Songun – Brasil

1-1

CEPS-BR participou de simpósio na UFF

O Centro de Estudos da Política Songun do Brasil participou, no último dia 11 de setembro de 2019, do Simpósio Fluminense de Estudos Asiáticos da UFF: Faces da Ásia, promovido pelo CEA – Centro de Estudos Asiáticos da Universidade Federal Fluminense (UFF).

Lucas Rubio, Presidente do CEPS-BR, apresentou-se com uma intervenção chamada “A Revolução na Coreia do Norte – o espírito de independência do desconhecido socialismo Juche e Songun”.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na apresentação, foram mostradas fotografias que remontam aos primeiros anos da Revolução Coreana e da luta contra o Japão e os EUA empreendida pelo General Kim Il Sung. Além disso, foram abordados os temas da construção do socialismo ao estilo coreano Juche, da aplicação da Política Songun pelo General Kim Jong Il e das recentes conquistas econômicas, políticas e internacionais da Coreia Popular sob a direção do Marechal Kim Jong Un.

Foram respondidas diversas perguntas do público sobre diversos assuntos. Foi feito também um relato da viagem que o CEPS-BR fez à República Popular Democrática da Coreia em 2018.

____________
Centro de Estudos da Política Songun – Brasil

1-1

História da Revolução Coreana difundida em escola de ensino fundamental

Hoje, no 71º aniversário de fundação da República Popular Democrática da Coreia, Lucas Rubio, Presidente do Centro de Estudos da Política Songun do Brasil, participou de aula sobre a história da Revolução Coreana e da Guerra da Coreia em uma escola do município de Duque de Caxias, Rio de Janeiro.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A aula abordou as origens da divisão nacional da Coreia, causada pelo desembarque das tropas dos Estados Unidos na Península Coreana em 1945, além da Guerra da Coreia e das pesadas dificuldades econômicas impostas pelo Ocidente contra a Revolução Socialista da Coreia. Também foi abordado o papel de liderança dos Generais Kim Il Sung e Kim Jong Il na construção do socialismo Juche e o destacado governo do Marechal Kim Jong Un.

Foi evocado o 71º aniversário de fundação da RPDC, ocorrido em 9 de setembro de 1948 pelo líder do povo, o Presidente Kim Il Sung.

Foram apresentados fotos e relatos da viagem feita pelo CEPS-BR à Coreia do Norte em setembro de 2018. As crianças fizeram várias perguntas sobre o funcionamento da Coreia Popular e seu sistema socialista, além de perguntas mais elaboradas sobre os direitos das mulheres e a sobrevivência da RPDC mesmo diante de terrível situação externa.

_________________
Centro de Estudos da Política Songun – Brasil

1-1

 

 

Realizado seminário sobre a Revolução Coreana na UFRJ

No dia 4 de setembro de 2019, no Salão Nobre do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais, na Universidade Federal do Rio de Janeiro, foi realizado o seminário chamado “História da Revolução Coreana”, apresentado pelo Centro de Estudos da Ideia Juche – Brasil e pelo Centro de Estudos da Política Songun – Brasil. Alexandre Rosendo e Lucas Rubio, membros das respectivas organizações, estiveram presentes.

Foi apresentado o panorama histórico e político da Coreia durante o século XX e o processo revolucionário da Coreia, passando pela formação da União para Derrubar o Imperialismo, fundado pelo Presidente Kim Il Sung, do Exército Popular Revolucionário da Coreia e pela libertação do país em 1945. Além disso, foi comentada a Guerra de Libertação da Coreia e o desenvolvimento do socialismo ao estilo coreano nos anos pós-guerra. Foi abordada a política militar da Coreia, a Política Songun, sob a perspectiva do incremento das forças de autodefesa do Exército Popular da Coreia.

No final, foram respondidas perguntas sobre a Ideia Juche e sobre fatos da Revolução.

Foram vendidos livros escrito pelos camaradas Kim Il Sung e Kim Jong Il no local, além de livros escritos pelos brasileiros sobre a Coreia.

_________________
Centro de Estudos da Política Songun – Brasil

1-1

CEPS-BR participa de congresso na UERJ

No dia 3 de setembro de 2019, o Centro de Estudos da Política Songun do Brasil participou do 1º Congresso Brasileiro de Teorias Críticas e Materialistas, promovido pelo coletivo Consciência Popular Livre na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Lucas Rubio, Presidente do CEPS-BR, apresentou sua intervenção intitulada “Desvendando mitos sobre a Coreia do Norte: o Socialismo Juche no Séc. XXI”.

69564449_372874390309773_186197062893699072_n
Lucas Rubio, Presidente do Centro de Estudos da Política Songun – Brasil (Foto: CPL Mídia)

Na ocasião, foi explicada as raízes históricas da Revolução Coreana, a luta anti-colonial conduzida pelo General Kim Il Sung, a guerra travada contra os EUA durante a Guerra da Coreia e também o desenvolvimento histórico do socialismo Juche e Songun. Foram também evocadas as façanhas dos camaradas Dirigente Kim Jong Il e Marechal Kim Jong Un.

69672588_660849557658519_2185766856172765184_n
Evento ocorreu na UERJ (Foto: CPL Mídia)

No final, foram respondidas perguntas dos participantes sobre os mais diversos assuntos envolvendo a República Popular Democrática da Coreia.

Você pode conferir o evento na íntegra pelo vídeo:

_________________
Centro de Estudos da Política Songun – Brasil

1-1

Apresentado seminário sobre a Revolução Coreana na USP

Em 29 de agosto de 2019, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, foi realizado com sucesso o seminário “História da Revolução Coreana: questões políticas e econômicas”, promovido pelo Centro de Estudos da Ideia Juche – Brasil e pelo Centro de Estudos da Política Songun – Brasil.

Apresentaram o seminário Alexandre Rosendo e André Ortega, do Centro de Estudos da Ideia Juche – Brasil e da Revista Opera e Lucas Rubio, do Centro de Estudos da Política Songun – Brasil.

IMG-20190829-WA0090IMG-20190829-WA0131

Foram abordadas questões históricas da Revolução Coreana e questões da atualidade do país. Foi explicada a Política Songun, o movimento de massas que prioriza os assuntos militares, bem como o desenvolvimento balístico e nuclear da República Popular Democrática da Coreia. Também foram discutidas as novas relações da RPDC com os EUA e com a Coreia do Sul.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Foram respondidas e debatidas diversas perguntas feitas pela plateia. No local, realizou-se a venda de livros e publicações teóricas sobre a Coreia.

O CEPS-BR e o CEIJ-BR agradece a presença de todos!

________________
Centro de Estudos da Política Songun – Brasil

1-1