79 anos de nascimento de KIM JONG IL da Coreia: uma reflexão pessoal

Nesse dia de 16 de fevereiro, há 79 anos, nascia Kim Jong Il da Coreia. Nasceu num casebre escondido nas florestas do Monte Paektu, próximo das linhas de frente da Revolução armada de libertação nacional que se desenrolava naquele 1942.

Há muitas coisas para falar sobre a história desse revolucionário determinado e sei que temos muitas pessoas aptas para contar essa trajetória (e aqui no nosso portal temos muitas coisas também), mas na minha tradicional mensagem anual eu gostaria de expressar a admiração que tenho por esse companheiro.

Há exatamente 10 anos, lá pelo início de 2011, quando comecei a ter contato com a experiência da Coreia, era o camarada Kim Jong Il quem conduzia o processo. Me lembro sobre como era difícil achar qualquer coisa sobre aquele país e todas as pesquisas pelo nome de Kim Jong Il retornavam coisas horríveis que me desanimaram muito.

Felizmente eu tive acesso a algo que na época era mais raro que pedra preciosa – alguns textos de Kim Jong Il ou relatos de suas conduções revolucionárias.

Eu vi então que foi esse o homem que, quando tudo parecia perdido e invariavelmente derrotado, continuou firme no comando de uma Revolução Socialista indisposta a revisar seu caráter anti-imperialista e comunista.

Quando os EUA cercaram a Coreia e a bloquearam de todas as formas, numa tentativa bárbara de matar o país de fome, condenando o seu povo à idade da pedra lascada, foi Kim Jong Il quem audaciosamente comandou o povo coreano pela estrada árdua da independência e da autodefesa de alto grau.

Foram uma, duas, três, quatro e inúmeras vezes que o inimigo bateu com toda a força contra a fortaleza da Coreia sem que seus muros sequer esmorecessem um pouco só.

Mesmo encurralada, a Coreia criou sua bomba atômica. Reconstruiu e reorganizou sua economia. Ganhou respeito internacional e se tornou a dor de cabeça interminável da Casa Branca.
Para além do óbvio esforço coletivo de toda uma nação, se tivermos que nomear um só responsável geral por isso, certamente apontaríamos para Kim Jong Il!

O camarada Kim Jong Il não só tratava de questões amplas, como defesa nacional e economia, como também trabalhava sobre detalhes que faziam diferença para o bem-estar geral do povo coreano.

Minha admiração consiste nos aspectos que fazem de Kim Jong Il um modelo de inspiração revolucionária: vida inteira dedicada ao povo, à cultura socialista, à Revolução, comprometimento, lealdade e coerência com o que pensa e um amor infinito à Pátria.

79 anos depois de seu nascimento, ainda estamos, no Brasil, aos poucos limpando nossos olhos de preconceitos infantis e lendo cada vez mais suas palavras, que ecoam corretas por todos os cantos do mundo e inspiram todos os amantes da paz a construírem em suas terras Estados independentes, livres e soberanos.

Viva o 16 de fevereiro – o Dia da Estrela luz que marca o nascimento do Generalíssimo Kim Jong Il!

___

Lucas Rubio, CEPS-BR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s