O caso Otto Warmbier

Otto Warmbier era um jovem estadunidense que viajou a Coreia do Norte e teve seu caso repercutido mundo afora e é, até hoje, usado como propaganda contra o país.

Otto Warmbier era um estudante da Universidade da Virgínia nos EUA, tinha 21 anos e visitou a Coreia Popular como turista em 2016, assim como fazem milhares de pessoas anualmente. Ele, junto de um grupo de outros turistas, ficou hospedado no Hotel Yanggakdo, um hotel que se encontra na Ilha Yanggak, no meio do rio Taedong, que corta Pyongyang ao meio. Nesse hotel, os estrangeiros não têm acesso ao quinto andar (o acesso é registro tanto por elevador quanto pelas escadas normais), pois nele há instalações do governo da RPD da Coreia.

No entanto, esse rapaz, durante a noite, entrou nessas instalações e roubou um pôster. Porém, não se tratava de um pôster qualquer de “propaganda”, era um cartaz especial com uma frase do líder Kim Jong Il. Esse tipo de material é considerado por lá algo como a bandeira nacional ou o escudo da República e, só para citar novamente, estava dentro de instalações do governo coreano, que têm acesso proibido à estrangeiros.

Mas, como esse estudante conseguiu chegar ao quinto andar?

Ele possuía coordenadas exatas de como chegar lá, informações dadas por espiões estadunidenses, segundo uma das especulações. Ele arrombou portas para acessar esse local e fez isso de forma totalmente ilegal, inclusive passando por duas placas que diziam em inglês e coreano que acessar aquele lugar era proibido a estrangeiros.

Então, por que ele roubou um pôster em coreano com escrita branca em um fundo vermelho que nem sequer entendia? Bem, os agentes governamentais que passaram as coordenadas para ele prometeram que se ele conseguisse trazer esse pôster como uma prova de sua habilidade, dariam a possibilidade para ele fazer novos trabalhos para a inteligência estadunidense, além de ganhar uma quantia de 20 mil dólares. Esse foi o motivo pelo qual Otto fez e inclusive confessou em seu julgamento: 20 mil dólares. Esse valor serviria para ele comprar um carro que precisava, de acordo com sua confissão.

Todo o movimento do estudante foi capturado por câmeras, mas ele continuou seu turismo no dia seguinte normalmente, pois, apesar de ter provas, o governo da RPD da Coreia esperou para ver se o jovem iria se arrepender, se entregar às autoridades ou pedir desculpas pelo ocorrido, o que não aconteceu.

No dia 2 de janeiro de 2016, quando estava no aeroporto de Pyongyang se preparando para voltar ao seu país, os oficiais aduaneiros estavam realizando a fiscalização cotidiana e acabaram encontrando o pôster roubado pelo estudante em suas malas.

Por ter sido pego em flagrante, foi detido e levado a julgamento, um julgamento que contou com advogado de defesa e foi feito na presença de diplomatas e jornalistas estrangeiros. Lá, ele confessou todos esses acontecimentos e ao final pediu desculpas por tudo que tinha feito.

Foi seguido todo o processo legal vigente no país e ele foi condenado a 15 anos de trabalhos forçados (o método de reeducação para delitos no país). Depois de condenado, ele foi enviado para um local recluso e era sempre conduzido junto dos demais prisioneiros para realizar os trabalhos (como plantar e colher arroz durante 8h por dia), cumprindo sua pena.

Um ano e meio após ser condenado, Otto Warmbier entrou em coma devido a alguns problemas e complicações com o remédio que tomava, remédio esse que ele havia solicitado como vital para dormir. Esse remédio, somado aos problemas que ele já tinha – fortes e frequentes dores de cabeça, já que ele praticava luta greco-romana, de acordo com relatos do grupo que estava com Otto – agravou seu estado de saúde e o levou a entrar em coma. Os boletins médicos da Coreia diziam que ele provavelmente já tinha alguns problemas antes de entrar no país devidos a alguma complicação do esporte que praticava.

Após ter entrado em coma, ele foi levado ao Hospital da Amizade, responsável por cuidar dos turistas, diplomatas e outros estrangeiros que vivem no país e isso foi informado aos EUA e, pelo seu estado estar bastante crítico, foi decidido que ele seria levado de volta ao seu país. Os médicos coreanos ofereceram toda a documentação e laudos médicos que possuíam sobre o estado de saúde de Otto Warmbier para as autoridades estadunidenses.

Infelizmente, depois de alguns dias em território americano, Otto Warmbier faleceu.

Cinco dos médicos americanos que acompanharam e analisaram as possíveis causas do falecimento falaram que se desconhecia o motivo que ocasionou a morte, apesar de ser evidente que foi causada por falta de oxigênio no cérebro e provavelmente foi provocada pelos remédios que Otto tomava regularmente, a mesma versão informada pelos boletins médicos da RPD da Coreia. Além disso, os médicos americanos destacaram que não havia sinais de fraturas, lesões, cortes ou marcas em seu corpo, pele e dentes, bem como nenhuma evidência de tortura ou maus tratos, diferente do que a mídia havia especulado.

O relato dos médicos é destacado inclusive no jornal Washington Post, em uma publicação de setembro de 2017.

E o mais irônico nessa história é que os pais de Otto Warmbier pediram o aumento das sanções contra a RPDC e acusaram o país de ter torturado seu filho, mas foram eles mesmos que não permitiram que fosse realizada uma autópsia completa que poderia indicar com quase 100% de certeza a causa real da morte desse jovem. Portanto, é claro que os pais de Otto se contradizem, pois a única prova que poderiam ter de que seu filho foi torturado seria uma autópsia completa, algo que eles mesmos não permitiram fazer.

Esperamos que com essa publicação tenhamos esclarecido um pouco sobre a trágica morte desse jovem.

______________
Gabriel Tanan
Vice-Presidente do CEPS-BR

2 comentários em “O caso Otto Warmbier

  1. Boa tarde a todos, gostei muito das informações aqui apresentadas sobre o caso Otto warmbier, quando recebi essas notícias pela TV, fiquei muito espantado o que aconteceu com esse rapaz, a mídia só demonisava a RPDC, por isso eu quis conhecer o lado da Coreia sobre o caso, obrigado pelas informações, tirou muitas dúvidas!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s