O significado histórico mundial da atividade revolucionária do Grande Líder, camarada KIM IL SUNG

Por Dermot Hudson

Inglaterra, 01.04.2017

Em 15 de abril, conhecido como o dia do Sol pelo povo coreano e pelo mundo, o 105º aniversário do nascimento do Grande Líder Presidente Kim Il Sung será comemorado não somente em Pyongyang, capital da Coreia do Juche e capital da revolução mundial, mas em todo o globo.

O Grande Líder camarada Kim Il Sung foi o pai da Coreia socialista, libertador do povo coreano, um grande teórico e ideólogo, um comandante brilhante sempre vitorioso com vontade de ferro, e o grande líder da revolução mundial.

Eu me familiarizei com o Grande Líder camarada Kim Il Sung e com a Coreia do Juche quando eu tinha 14 anos, lendo um livro chamado “A Dictionary of Politics” (“Um Dicionário de Política”), mas o livro tinha muito pouca informação sobre a RPDC e Juche (na verdade, nem mencionou Juche!) e foi hostil e desdenhoso. No entanto, uma coisa que me disse e me impressionou profundamente, foi que a RPDC era independente e mantinha relações com a União Soviética e a China. Na época, isso era muito importante e a RPDC era praticamente o único país socialista do mundo a fazê-lo.

Eu cresci em um período em que o campo socialista e o movimento comunista internacional estavam muito divididos entre dois grandes países socialistas. Divisões, separações e confusões muito comuns, não só tivemos a divisão entre a URSS e a China, mas também trotskistas e comunistas europeus. Havia, no movimento comunista mundial, uma grande necessidade de um líder sábio e responsável que mantivesse princípios revolucionários, de classe e anti-imperialistas, mas ao mesmo tempo mantivesse a unidade e a solidariedade. Foi uma façanha para a RPDC manter a independência, pois tinha duas grandes potências, Rússia e China, à sua porta, sem mencionar o Japão do outro lado do mar e dos EUA. Apenas manter a independência sob condições tão difíceis, foi o grande feito do grande líder camarada Kim Il Sung.

Embora na época eu não soubesse muito sobre o grande líder Presidente Kim Il Sung, ficou muito claro para mim que ele era o mais testado e experiente de todos os líderes dos países socialistas, tendo liderado a RPDC por mais de 40 anos. O camarada Kim Il Sung viveu contemporaneamente com muitos líderes comunistas veteranos como Mao, Tito, Hoxha e outros. Ele ainda era ativo como líder comunista mundial na década de 1990 e desempenhou um papel fundamental na mobilização das forças socialistas após a frustração do socialismo na URSS e em outros lugares.

Apesar da minha admiração pelo grande líder camarada Kim Il Sung, foi difícil encontrar outras informações sobre ele e a RPDC. Um dia, por acaso, encontrei alguns livros da RPDC, estes eram “Korean Review” (“Revisão da Coreia”), de 1974, e o volume 5 de “Kim Il Sung Selected Works” (“Obras Selecionadas de Kim Il Sung“). Fiquei imediatamente impressionado com as enormes realizações econômicas, políticas e culturais da RPDC, que não eram divulgadas no Ocidente nem mesmo pelos chamados progressistas e comunistas. Achei a nitidez, a clareza e a militância da RPDC cativantes. Foi como respirar ar fresco.

Lendo o volume 5 das obras selecionadas por Kim Il Sung, li vários discursos, incluindo o feito no 20º aniversário da fundação do Exército Popular da Coreia (EPC), e fiquei impressionado com o fervor revolucionário e a posição anti-imperialista. Li obras como “A Grande Causa Revolucionária Anti-Imperialista dos Povos Asiáticos, Africanos e Latino-Americanos é Invencível”, “A República Popular Democrática da Coreia é a bandeira da liberdade e independência do nosso povo e a poderosa arma de construção do socialismo e comunismo” e o relatório ao 5º Congresso do Partido dos Trabalhadores da Coreia.

Todos esses trabalhos me impressionaram por várias razões, como ideias complexas e profundas transmitidas com tanta simplicidade, clareza e precisão, mas, acima de tudo, sua profunda natureza revolucionária que era como respirar ar fresco, em comparação com o revisionismo obsoleto que permeava muitas organizações no Reino Unido. Eu me senti totalmente encantado com a Ideia Juche. Foi emocionante, radical e revolucionário. Fiquei profundamente impressionado com a firme linha anti-imperialista adotada pelo Grande Líder camarada Kim Il Sung e sua militante defesa do socialismo. Ele condenou veementemente os movimentos de “liberalização” e “abertura” dos países da Europa Oriental, e expôs a ditadura do proletariado e da democracia proletária. Fiquei particularmente impressionado com a linha anti-imperialista e resistente como aço do camarada Kim Il Sung: outros falaram sobre ‘coexistência pacífica’ e até cooperação com o imperialismo, mas o Grande Líder camarada Kim Il Sung em vez disso falou em cortar fora os membros e a cabeça do imperialismo norte-americano, e os advertiu severamente sobre o incidente “Pueblo” de que, se provocassem uma guerra, receberiam apenas cadáveres e morte. Decidi me tornar um seguidor do Grande Líder camarada Kim Il Sung. Sua realizações são tão grandes e numerosas, que é impossível listá-las em um único artigo, ou mesmo em um livro ou até em muitos livros. Vou listar apenas algumas de suas realizações: a criação da Ideia de Juche, seu papel como um grande comandante militar destacado e a construção do socialismo independente baseado no Juche. Acho que essas três áreas realmente constituem um núcleo sólido da vida e obra do camarada Kim Il Sung, mas é claro que existem outras.

A Ideia Juche de autoria do Grande Líder camarada Kim Il Sung é hoje conhecida em todo o mundo. Os seminários acontecem em todo o mundo, de Lima a Londres, de Maputo a Moscou. É uma ideia que incorpora plenamente as esperanças e aspirações das pessoas do mundo pela independência, a viver como mestres de seu próprio destino. Inspira as massas oprimidas e trabalhadoras em todos os lugares. É uma ideia simples e complexa. Foi delineado pela primeira vez pelo Grande Líder camarada Kim Il Sung na Conferência de Kalun em junho de 1930. Mais tarde, foi expandido em muitos trabalhos. O camarada Kim Il Sung definiu Juche da seguinte forma:

“Resumidamente, a Ideia Juche significa que os mestres da revolução e do trabalho de sua construção são as massas populares, e que elas são também a força motriz da Revolução e do trabalho de construção. Em outras palavras, o indivíduo é responsável por seu próprio destino, e possui também a capacidade de moldá-lo.”

Juche significa muito mais do que independência e autoconfiança, embora, é claro, elas sustentem a aplicação prática da Ideia Juche. Juche superou as limitações das teorias revolucionárias anteriores, que enfatizavam fatores materiais e econômicos, assim como a base e a superestrutura. Juche mostrou o caminho correto para a libertação dos países oprimidos do mundo e o caminho correto para a construção do socialismo. A vitalidade da Ideia Juche foi comprovada pela construção bem-sucedida do socialismo na RPDC e pelo fato de que, quando o socialismo foi frustrado em outros países, a RPDC permaneceu firme.

A autoconfiança na defesa foi e é um dos principais pilares da Ideia Juche em termos práticos. O Grande Líder camarada Kim Il Sung foi o brilhante comandante com vontade de ferro que derrotou duas grandes potências imperialistas no espaço de uma geração. Ele foi o grande estrategista da guerrilha e partidário que liderou a luta armada contra o imperialismo japonês por 15 anos. O camarada Kim Il Sung formou o Exército Revolucionário Coreano em 1930 após a Conferência de Kalun, e depois o Exército de Guerrilha Popular Anti-Japonês (que se tornou o Exército Revolucionário do Povo da Coreia em 1934). Eles não tinham um Estado ou uma base para confiar, os guerrilheiros anti-japoneses tinham que ser autossuficientes. Eles capturaram armas dos agressores japoneses e produziram suas próprias armas, como a bomba Yongil (hoje a RPDC tem sua própria bomba nuclear Yongil, o orgulhoso fruto da autossuficiência). Kim Il Sung era como um Robin Hood moderno. Ele estabeleceu zonas liberadas, cujas terras eram distribuídas gratuitamente aos camponeses sem terra. O camarada Kim Il Sung foi o mestre da estratégia e das táticas que derrotaram o bem armado exército japonês em muitas batalhas, como Pochonbo, Musan e muitas outras.

A Coreia foi libertada em 1945, mas apenas 5 anos depois os tambores da guerra soaram novamente quando a RPDC foi atacada pelos fantoches sul-coreanos instigados pelos imperialistas dos EUA. Os imperialistas americanos lançaram grandes forças armadas no conflito, incluindo suas forças satélites. Para minha grande vergonha, o governo Attlee (fortemente endividado com os EUA e seguindo uma linha raivosamente pró-americana) enviou tropas britânicas para lutar na guerra contra a RPDC. As probabilidades estavam contra a RPDC; os EUA tinham mais tropas do que a RPDC e as armas mais recentes; suas tropas terrestres eram apoiadas pelo poder aéreo. Os EUA, em termos de população e área, eram muito maiores que a RPDC. No entanto, depois de três anos, o comandante geral dos EUA, Mark Clark, teve que admitir: “Volto com sentimentos de apreensão da minha terceira guerra: fui o primeiro comandante americano a colocar sua assinatura em um documento que encerra uma guerra que não vencemos”. O imperialismo dos EUA se reduziu a cinzas e seguiu o caminho do declínio e da ruína, devido às brilhantes táticas militares orientadas pelo Juche, do Grande Líder camarada Kim Il Sung.

O camarada Kim Il Sung mostrou sua genialidade não apenas por ser um grande comandante militar, mas também um excelente e inigualável líder em tempos de paz, que construiu um país socialista independente baseado no Juche, e um paraíso socialista. O camarada Kim Il Sung fez da independência a pedra angular do socialismo na Coreia. A RPDC recusou-se a aderir à Comecon e, em vez disso, seguiu uma política de autossuficiência. A RPDC, sob a liderança do Grande Líder camarada Kim Il Sung, resistiu firmemente às pressões, conspirações e sabotagens de grandes potências que não queriam ver a construção de um socialismo independente. O camarada Kim Il Sung garantiu que o desvio direitista do revisionismo moderno e o oportunismo de esquerda (também conhecido como “maoísmo”) fossem evitados. Ele apresentou uma política de linha de classe, e de linha de massa. A luta de classes continuou sob o socialismo na RPDC, mas ao mesmo tempo foi enfatizada a unidade do povo. Hoje, a RPDC é a sociedade mais unida do mundo, onde o povo, líder, partido e exército formam um todo harmonioso e integral. A RPDC não conhece conflitos sociais ou tumultos e greves.

A RPDC se tornou um paraíso socialista para o povo. A RPDC deu às pessoas o direito ao trabalho: a moradia é fornecida a um custo muito baixo ou até totalmente gratuito (só se pode suspirar quando você contrasta isso com a recente manchete sobre os preços das casas em Londres subindo ainda mais rápido). A educação também é gratuita para todos os níveis, incluindo estudos universitários e de pós-graduação. Roupas escolares e outras coisas para crianças são gratuitas ou vendidas a 50% do preço de custo. Mães com mais de 3 filhos podem trabalhar 6 horas por dia, mas são pagas por 8 horas. A idade da aposentadoria é de 60 para homens e 55 para mulheres. Os cuidados médicos gratuitos foram introduzidos em 1953, e totalmente estabelecidos entre 1960 e 1980. Todo o tratamento é gratuito, incluindo medicamentos e o Estado paga até despesas de viagem ao hospital! Impostos (incluindo os sobre autonomia local) foram abolidos em 1974.

Tais medidas não foram tomadas em todos os países socialistas nem nos países ricos, mas foram tomadas na RPDC devido à profunda preocupação do grande líder camarada Kim Il Sung com povo,e à crença de que o país deve assumir total responsabilidade pelo destino e bem-estar das pessoas. O Presidente Kim Il Sung garantiu que a melhoria do padrão de vida dos povos estivesse consagrada nos princípios do PTC (Partido do Trabalho da Coreia) e da RPDC.

Assim, o socialismo Juche em um modelo para o mundo. A Coreia Socialista é o maior e mais durável legado deixado pelo Grande Líder camarada Kim Il Sung.

Vamos estudar mais profundamente as realizações da Coreia do Povo, a ideia do Juche e as atividades revolucionárias e a vida do grande líder camarada Kim Il Sung.

GLÓRIA À MEMÓRIA ETERNA DO GRANDE LÍDER CAMARADA KIM IL SUNG!

Dr. Dermot Hudson
Presidente da Associação para o Estudo da Política Songun – Reino Unido
Presidente do Grupo de Estudos da Ideia Juche – Inglaterra
Presidente da KFA – Reino Unido
Presidente do Comitê Preparatório do Reino Unido de 2017, do Encontro Saudar as Grandes Personalidades Nascidas no Monte Paektu
Membro do Comitê Internacional para o Estudo da Política Songun

______________
Tradução: Raphael Puig
CEPS-BR

Um comentário em “O significado histórico mundial da atividade revolucionária do Grande Líder, camarada KIM IL SUNG

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s