«Conheçamos primeiro a RPDC para conhecer o mundo!» – artigo do Rodong Sinmun sobre o CEPS-BR

No dia 24 de setembro de 2018, o Rodong Sinmun, o jornal central do Partido do Trabalho da Coreia, publicou um artigo intitulado «Conheçamos primeiro a RPDC para conhecer o mundo!».

Parte do artigo fala sobre Lucas Rubio e Lenan Cunha, os brasileiros, um deles do Centro de Estudos da Política Songun do Brasil, que estiveram na Coreia Popular em setembro de 2018 para as comemorações pelos 70 anos de fundação da República Popular Democrática da Coreia.

Lucas Rubio lembra:

“Enquanto nós do CEPS-BR estávamos nos fotografando com a bandeira do Brasil na frente do Monumento ao Partido do Trabalho da Coreia, em 12 de setembro de 2018, uma jornalista nos abordou perguntando se seria possível fazer uma entrevista conosco, o que, é claro, nós aceitamos. Ela nos fez várias perguntas, principalmente sobre a razão pela qual nós havíamos ido para a RPDC e nossas opiniões sobre o país, o que estávamos achando da experiência. Ela era bem atenciosa às nossas palavras e gostou tanto do que falamos que resolveu colocar como título da matéria uma frase dita pelo camarada Lenan Cunha. Quando voltamos ao Brasil, em fins de setembro, pudemos ler o artigo que saiu no mais prestigiado jornal da Coreia do Norte e que permanece até hoje, praticamente um ano depois de publicado, na capa do site deles na internet.”

A seguir, publicamos o artigo que foi traduzido direto do coreano pelo blog A Voz do Povo de 1945:

«Conheçamos primeiro a RPDC para conhecer o mundo!»

História de amigos de vários países que participam das festividades por ocasião da celebração do 70º aniversário de fundação da República.

Rodong Sinmun, Pyongyang, 29 de setembro de Juche 107 (2018)

Por ocasião do 70º aniversário de fundação da República, vários amigos estrangeiros visitam nosso país e participam de várias celebrações. Nós nos encontramos com alguns deles em algumas ocasiões.

O grande Dirigente camarada Kim Jong Il disse como segue:

“Nosso país é um país onde solidificou-se a unidade monolítica entre o Líder e as massas populares”.

No dia 10 de setembro, no Palácio Cultural do Povo, nos encontramos com Elena Babich, chefe da delegação da União das Mulheres Kim Jong Suk da Rússia.

Ela revelou, sem hesitar, seus sentimentos de amizade com o povo coreano.

“É para mim uma grande honra e alegria visitar Pyongyang por ocasião do 70º aniversário da fundação da República Popular Democrática da Coreia.”

Nos últimos anos, Elena participou como representante no comitê preparatório para celebrar o Dia da Estrela-Luz (16 de fevereiro), e ativamente engajou-se na disseminação da Ideia Juche. Visitou nosso país na ocasião do 100º aniversário do grande Líder (2012) e ficou profundamente emocionada por participar das celebrações.

“Naquela ocasião eu vi pela primeira vez o respeitado camarada Máximo Dirigente (Kim Jong Un) e ouvi seu discurso, e dessa vez, quando eu o vi novamente, foi uma grande felicidade para mim e uma importante oportunidade confirmar seu poder e coragem de realizar façanhas de justiça da humanidade também no futuro.”

Sua admiração ardente pelo respeitado camarada Máximo Dirigente é facilmente compreendida pelo fato de ter escrito um livro sobre Kim Jong Suk, a heroína de guerra antijaponesa, por ocasião do 70º aniversário da fundação da RPDC.

Elene Barbich visitou a RPDC várias vezes, mas aprendeu um pouco mais em cada visita. Ela disse apaixonadamente: “Eu pude ver por mim mesma como o povo coreano está firmemente unido em torno de seu líder participando de várias celebrações, e observando as pessoas armadas com a Ideia Juche apoiando o respeitado Máximo Dirigente camarada Kim Jong Un durante a manifestação cívica.”

“A história na qual o líder e o povo estão firmemente unidos como um só e estão cheios de confiança no futuro da Coreia Juche, aumentou minha admiração pelo país do Juche, onde o líder e o povo estão unidos em uma só mente.”

Os encontros com amigos de vários países seguiram ao longo do dia.

Amigos estrangeiros visitaram no mesmo dia o Monumento à Fundação do Partido, o monumento à era do Partido do Trabalho da Coreia.

Enquanto em frente ao Monumento à Fundação do Partido muitos deles tiravam foto, atraiu a atenção dois jovens tirando uma foto segurando a bandeira do Brasil.

Eles eram Lucas Rubio, Presidente do Centro de Estudos da Política Songun do Brasil, e Lenan Menezes, membro da mesma organização.

Ficamos felizes em sermos informados que Lucas Rubio, presidente do Centro de Estudos da Política Songun, fundou a organização no ano passado na comemoração ao Dia da Estrela-Luz na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Em sua primeira visita ao nosso país, eles expressaram seus sentimentos profundos sobre o povo coreano que vive em uma boa sociedade.

Lucas Rubio disse que o povo coreano tem a soberania em suas mãos e desfruta de todos os seus direitos, mas que os povos de muitos países do mundo estão vivendo sem seus direitos básicos, e que a causa desta diferença são os diferentes sistemas sociais.

Lenan Menezes explicou dessa maneira o motivo pelo qual escolheu nosso país para realizar sua primeira visita ao exterior:

“A Coreia é um país único e especial no mundo.

Pode-se dizer que é o único lugar onde todas as políticas servem ao povo.

A atenção do mundo agora está focada na RPDC e eu tenho curiosidade sobre este país desde minha infância.

Então eu vim aqui com a ideia de conhecer a RPDC primeiro e então conhecer o mundo…”

Conheçamos primeiro a RPDC para conhecer o mundo!

Sua história atingiu nossos corações.

Atualmente, as forças hostis estão desesperadas em promover por todos os meios a política anti-RPDC, mas muitas pessoas no mundo que amam a justiça estão tentando ter uma compreensão correta do nosso país e estão expressando forte apoio e solidariedade às nossas façanhas justas.

Os dois jovens disseram que o ato de segurarem a bandeira nacional de seu país e tirar fotos em frente ao Monumento à Fundação do Partido significa que o povo brasileiro se solidariza e apoia a República Popular Democrática da Coreia.

No peito de Lucas Rubio havia uma insígnia dos Grandes Líderes, que tem uma história por trás disso.

Ele disse que pediu continuamente à sua guia para que lhe desse uma insígnia com a imagem dos Grandes Líderes, para que pusesse perto do coração.

Ele disse que enfim seu desejo foi atendido.

Diante dos nossos olhos, a bandeira da RPDC, que está tremulando no céu na Praça Kim Il Sung, demonstra com grande clareza a infinita dignidade da pátria e a glória do povo, e o poderio de autoconfiança da Coreia socialista foi ainda mais solidificado.

Repórter da sede

Artigo original: https://bit.ly/2NnfX3J

89
A foto que chamou a atenção da repórter do Rodong Sinmun

_______________________
Lucas Rubio – com tradução de A Voz do Povo de 1945
Presidente do Centro de Estudos da Política Songun – Brasil

 

1-1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s