25 anos sem KIM IL SUNG – o Grande Líder das massas populares

Kim Il Sung – o Presidente Eterno do Povo Coreano

cc

O dia de hoje marca a data em que se completam 25 anos desde o fim da vida física do Presidente Kim Il Sung, destacado líder do povo coreano que, com suas ideias e orientações brilhantes transcende os limites da vida terrena ao manter-se como o eterno sol que vive no coração da classe trabalhadora coreana de geração em geração e ilumina o caminho de avanço para lograr a vitória final da causa revolucionária do Juche e da independência da humanidade.

A vida do grande Líder foi a nobre vida de um patriota sem igual que abdicou de sua juventude para lutar pela país e povo, liderando a revolução apenas pelo caminho das vitórias e guiando as massas populares na construção de um país onde estas exercem papel de mestres e desfrutam de plena felicidade.

Na longa e rica história de 5.000 anos da Coreia, não houve nenhum outro líder como o camarada Kim Il Sung, genuíno filho das massas populares que, com seus amplos conhecimentos, firmes atributos de liderança, carisma e firme determinação, pôde não somente libertar seu povo das garras da opressão colonial dos imperialistas japoneses, mas também, elevá-los a um novo patamar onde passaram a ser os genuínos donos do país e construir um país próspero, apesar de todas as adversidades que surgiram no caminho da edificação do socialismo.

Filho de pais patrióticos, que suavam suor e sangue para garantir seu direito à existência em meio à opressão dos imperialistas, enquanto almejavam a libertação nacional e promoviam-a, o jovem Kim Song Ju cresceu com forte sentimento patriótico e aprendeu com os ensinamentos de seu pai e com as lições da história.

Desde sua juventude teve clara consciência de classe ao observar as condições reais em que se encontravam os trabalhadores na Coreia e na Manchúria, e a reforçou com o aprofundamento nos estudos sobre a “ideologia avançada”, o marxismo-leninismo, que conquistava vitórias marcantes pela primeira vez na história em território vizinho.

5c3c633e15e9f91de5187b6e
Kim Il Sung na juventude

Embora tenha tornado-se um destacado líder ainda em sua adolescência, sendo chamado de General pela população, ele sempre manteve humildade e andou sempre junto ao povo, dando máxima prioridade a ouvir suas demandas e opiniões. Abertamente dizia, por toda sua vida, que o povo é seu professor, e que sem ouvir a voz do povo qualquer governo está fadado ao fracasso.

Pode-se observar plenamente sua devoção ao povo no estabelecimento do governo revolucionário popular nas bases de guerrilha nas zonas libertas, ainda durante a luta armada antijaponesa. Compreendendo as características particulares da Coreia, rejeitou a aplicação da Comuna e Soviete, formas de poder da classe operária conhecidas até então, e esforçou-se para criar um que atende-se às necessidades nacionais. Assim, dirigiu o estabelecimento da administração pelo povo e a promoção de reformas democráticas nas zonas libertas.

De acordo com as experiências práticas adquiridas no transcurso da revolução, o Líder formulou a Ideia Juche, uma ideologia revolucionária original centrada no homem que complementa a visão marxista-leninista, trazendo uma perspectiva ampla para o desenvolvimento vitorioso da revolução coreana e aporte fundamental para a revolução internacional.

Nos momentos difíceis onde a desesperança entre a população era o sentimento predominante devido às ações dos imperialistas japoneses, acendeu a chama da revolução e declarou a todo o mundo que a Coreia estava viva e seria libertada. Com sua arte militar destacada desenvolveu uma guerrilha com escassos armamentos em uma poderosa fileira de causar medo nos invasores. As vitórias consecutivas e táticas brilhantes são as marcas do Exército Revolucionário Popular da Coreia, liderado pelo General Kim Il Sung.

 

Kim_Il-sung_guerrilla
Kim Il Sung: líder do Exército Popular

Como prometeu quando deixou sua casa em Mangyongdae, regressou quando a terra-pátria não mais estava sob domínio das forças opressoras, e foi aclamado por todo o povo como o líder da nova Coreia. Na ocasião solene, fez um discurso histórico que motivou todos a se dedicar à nobre e honrosa causa da construção da nova Coreia, livre e democrática.

Na construção da nova Coreia, levou a cabo as reformas democráticas e uniu as amplas seções das massas e patriotas para eliminar os resquícios do domínio colonial dos imperialistas japoneses e desenvolver as forças produtivas nacionais. Após anos de saque dos invasores, tudo era escasso e as condições de vida do povo eram precárias, o que fez da etapa anti-feudal e antiimperialista um momento sem precedentes na história onde a Coreia rapidamente emergiu como um país promissor.

Pedindo aqueles com conhecimento, para contribuírem com seu conhecimento, aqueles com força de trabalho, para contribuírem com sua mão de obra, e aqueles com dinheiro, para contribuírem com dinheiro, alcançou a unidade nacional e dirigiu a Coreia pelo caminho da prosperidade. Quando os imperialistas estadunidenses invadiram a parte sul do país, pouco tempo depois da libertação, tomou as medidas cabíveis para reunificar a Coreia pela via pacífica e de acordo com as demandas independentes das massas.

Fez tudo ao seu alcance para evitar a guerra fratricida perseguida pelas forças fantoches sul coreanas e pelos EUA, que se gabava de ser “invencível” no campo militar. Convocou todo o povo a tomar parte nos movimentos pela reunificação pacífica e organizou a realização em Pyongyang da Conferência Conjunta dos Representantes dos Partidos Políticos e Organizações Sociais do Norte e do Sul da Coreia, onde estiveram presentes quase todas figuras políticas do país.

Sem poder evitar o estalar da guerra, com o avanço das forças agressoras ao Norte do paralelo 38, ordenou ao recém formado Exército Popular da Coreia avançar ao sul e libertar a pátria do domínio das forças estrangeiras e obteve vitórias esmagadoras. Quando a situação tornou-se inviável para o avanço, tomou as medidas para o regresso estratégico das forças e, posteriormente promoveu operações estratégicas com apoio dos Voluntários do Povo Chinês que causaram enormes perdas às forças agressoras que, embora apelassem ao uso indiscriminado de bombardeios e armas químicas, não conseguiu conter as forças coreanas e chinesas.

Com a assinatura do armistício em 1953, quando os EUA confirmou sua derrota frente ao povo coreano, o General Kim Il Sung foi elogiado em todo mundo como grande estrategista militar e patriota que derrotou a potência militar que contava com larga experiência de guerra e equipamentos militares de ponta, enquanto o jovem exército coreano contava com limitados equipamentos militares dos tempos da luta armada e apoio material da URSS.

 

L01
Vitorioso General que venceu, junto ao povo, os EUA.

Além de seus êxitos de liderança durante a renhida Guerra de Libertação da Pátria, suas ações durante este embate que definiria o destino do país para promover a bem-estar do povo e proteger os recursos nacionais estão marcados com letras douradas na história. Vendo a difícil situação da população em meio aos ataques constantes das forças inimigas, garantiu no tempo de guerra o serviço médico gratuito às custas do Estado mesmo sob condições econômicas pouco propícias para tal medida, encarregou efetivos do EPC ao trabalho de reflorestação, conferiu honras estatais aos que realizaram atos heroicos, dentre outras medidas que vão além da imaginação.

Apesar das forças hostis abertamente duvidarem do desenvolvimento da RPDC em meio à tanta destruição e perdas humanas e materiais, foi visto um progresso impressionante em um curto espaço de tempo na construção pós-guerra. Dando prioridade à indústria pesada, produziu um grande auge que culminaria no início do Movimento Chollima que elevou a Coreia ao grupo de países socialistas industrializados, em total contraste com a devastada Coreia do Sul, liderada por um maníaco de guerra sob tutela de forças estrangeiras.

Quando os EUA tentou provocar uma nova guerra na Península Coreana com seus movimentos imprudentes e provocativos, tomou medidas enérgicas, garantindo que contra-medidas seriam tomadas contra quaisquer hostilidades dos imperialistas estadunidenses. Exemplo claro disso é o USS Pueblo, navio espião dos EUA que permanece em Pyongyang até os dias atuais.

Sob a direção do grande Líder, a Coreia socialista estabeleceu as bases da economia independente e tornou-se capaz de aplicar as medidas mais populares, como o sistema de educação obrigatória universal gratuita, sistema de saúde pública, abolição completa dos impostos, bem como construir prédios residenciais modernos, bases culturais e de saúde, e promover o desenvolvimento de sua infraestrutura urbana e no campo, garantindo uma vida digna a todo o povo.

Além de um destacado líder do povo coreano, o Presidente Kim Il Sung também é fonte de inspiração para os povos de todo o mundo e ilumina o caminho da independência da humanidade. Deu ativo apoio aos países que lutavam pela independência nacional e aspiravam à paz e prosperidade mútua. Apoiou ativamente a luta de diversos países africanos e encorajou a luta de países sul americanos e asiáticos contra a interferência estrangeira e pela independência. Cumpriu seu papel internacionalista enviando efetivos da força aérea para o Vietnã para combater os invasores estadunidenses, e fortaleceu as relações diplomáticas com as potências vizinhas ao mesmo tempo que estabeleceu uma política externa independente.

O grande Líder era excelente na arte de diplomacia e ganhou admiração mesmo de figuras que não compartilhavam as mesmas opiniões políticas que ele. Isso porque ele era sempre sincero, buscava o entendimento e defendia com todas as forças os interesses supremos do povo coreano. Graças à sua habilidade diplomática e medidas iniciativas, abriu-se o caminho para a reconciliação intercoreanas e as perspectivas para a futura reunificação da pátria, bem como a possibilidade de diálogo em pé de igualdade com os EUA na mesa de negociações.

59960342_2171481626306415_6471075273235234816_n
O Presidente Kim Il Sung com o líder do povo vietnamita Ho Chi Minh.

Sua principal lema de vida era considerar o povo como o céu (이민위천) e andar sempre entre as massas para instruí-las e aprender com elas. Tomou como atividade de extrema importante assimilar toda a sociedade, dos intelectuais aos trabalhadores braçais, com a classe trabalhadora. Dizia que o intelectual deve também tomar parte no trabalho físico quando possível, e o trabalhador comum deve ter conhecimentos em várias áreas relevantes.

Também, como dirigente do Partido do Trabalho da Coreia, partido de vanguarda da revolução, orientado pela grande Ideia Juche, fez esforços incansáveis para corrigir as falhas no trabalho partidário, combater o revisionismo e o faccionismo, e tornar o Partido mais interligado com as massas, de forma estabelecer uma unidade de coração único.

O grande Líder camarada Kim Il Sung certa vez disse:

“O verdadeiro valor de um partido político e de sua política devem ser medidos não por suas palavras ou declaração, mas sim por suas atividades práticas e por seus feitos concretos que demonstram de quem são os interesses representados e quem defende de fato esta política”.

Amado pelo povo coreano como o pai da nação, líder destacado e Sol da Coreia, nem mesmo o tempo fez seus amados filhos na terra de 3000-ri e seus admiradores em todo o mundo esquecerem de sua vida brilhante e de suas orientações orientadas à construção de um país próspero e poderoso e de um mundo independente e pacífico. A vida do grande Líder de Paektu transcende qualquer limite de tempo e é transmitida de geração em geração, e sua direção é a guia a ser invariavelmente seguida pelo povo coreano para lograr novas vitórias; eis aqui o motivo pelo qual seu nome é associado ao Sol, estrela central do sistema solar que garante a existência humana e ilumina e aquece o planeta.

Até seus últimos dias de vida, o Presidente não permitiu-se descansar, dando prioridade total aos assuntos da nação e passando orientações importantes para funcionários do Partido e do governo e para estabelecimentos importantes da economia nacional, visando o futuro. Também deu ampla atenção ao desenvolvimento das futuras gerações como pilares confiáveis da nação. Seus feitos foram realmente além de seu tempo!

666
O Presidente Kim Il Sung trabalhou até seus últimos dias de vida

Resolveu corretamente o problema da sucessão da liderança da revolução ao apontar o Dirigente Kim Jong Il como camarada confiável e revolucionário com amplo conhecimento teórico e prático, que seria capaz de levar adiante a revolução que iniciou nas florestas do Monte Paektu e trazer glórias infinitas para a nação.

original
O Dirigente Kim Jong Il (à esquerda) foi o continuador do legado do Presidente Kim Il Sung.

A exaltação do caráter independente da Coreia em todos os aspectos por meio de trabalhos incessantes é uma marca indelével do Presidente, que é transmitida por todo o globo terrestre. Certa vez, em conversa com delegação estrangeira em 1993 ele disse: “Se alguém trata de forjar seu destino recorrendo exclusivamente às pessoas de grandes países ou dos desenvolvidos, acabará fracassando. Que o destino de cada um pode ser forjado somente por si mesmo é, precisamente, o credo que mantenho desde o alvorecer a luta revolucionária.”.

A vida do grande Líder camarada Kim Il Sung será eternamente lembrada pelo povo coreano e pelos povos progressistas do mundo e suas orientações são guias eternas para a vitória final da causa socialista.

________________________
Do blog A Voz do Povo de 1945

1-1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s