A Coreia do Norte na Copa do Mundo de 1966

O dia 19 de julho de 2018 marcou os 52 anos do histórico jogo entre a seleção nacional da República Popular Democrática da Coreia e a seleção da Itália na Copa do Mundo de 1966, disputada na Inglaterra. Contrariando todas as previsões, em 19 de julho de 1966, a Coreia Popular ganhou da Itália por 1 a 0, eliminando a seleção que era conhecida como ‘Azzurra’. Conheça agora um pouco da história da seleção da Coreia do Norte e sua participação lendária na Copa de 1966.

A seleção nacional da República Popular Democrática da Coreia ficou conhecida como ‘a seleção Chollima’, em referência a um ser mitológico da cultura coreana capaz de percorrer grandes espaços em pouquíssimo tempo. Em 1966, a Coreia Popular se tornou o primeiro país asiático a fazer um gol em Copa do Mundo, que nesse ano foi disputada na Inglaterra, país que viria a vencer a competição.

A seleção norte-coreana havia se associado à FIFA em 1945, pouco após o fim da guerra anti-japonesa liderada pelo Presidente Kim Il Sung, e surpreendeu todos quando conseguiu se classificar para o mundial; mesmo assim, era cotada como uma das seleções mais fracas e ninguém depositava qualquer expectativa sobre os rapazes da Coreia. Naturalmente, essa era a primeira grande competição esportiva que a seleção norte-coreana disputava e muitos dos jogadores carregavam consigo os grandes traumas da Guerra da Coreia (1950-1953), uma das guerras mais sangrentas da História, que destruiu completamente o país. A seleção coreana conseguiu acesso ao mundial após vencer a Austrália por um placar surpreendente de 9 a 2! Na época, a FIFA havia cedido apenas uma vaga para um time das regiões da Ásia, África e Oceania, lugar esse conquistado pela Coreia.

37366065_2169511933120747_1222832426745593856_o
Escalação da seleção coreana.

A Coreia Socialista ficou no grupo 4 da copa, composto por grandes seleções como União Soviética, Itália e Chile. O primeiro jogo do time foi contra a União Soviética do lendário Lev Yashin, no dia 12 de julho de 1966, com vitória soviética de 3 a 0, até então, sem surpresas. O segundo jogo foi contra o Chile, em 15 de julho, e acabou com um empate de 1 a 1, com gol de Pak Seung Jin.

37561263_2169512809787326_1841369655092969472_o
Troca de flâmulas entre o capitão do time da União Soviética e o capitão da Coreia do Norte, no primeiro jogo do grupo 4.
A seleção soviética contava na época com o lendário goleiro Lev Yashin. (Créditos: Getty Images)

O grande jogo, que colocou a Coreia do Norte para sempre na história das Copas, ocorreu em 19 de julho. O jogo era contra a Itália e, jogando de uniforme vermelho com a bandeira nacional da Coreia no peito, aos 42 minutos de jogo a seleção Chollima surpreendeu a todos ao meter um gol contra a seleção Azzurra, tendo como autor do gol e herói do jogo Pak Doo Ik. Os italianos continuaram o jogo confiantes de si mesmos e desdenhosos com os jogadores coreanos, certos de que eles iriam perder o fôlego e abrir a defesa para que a Itália se recuperasse. Mas o que aconteceu foi que a seleção coreana conseguiu segurar a vitória até o último segundo do jogo! Assim, a Coreia do Norte avançava para as quartas de final. Essa foi a maior surpresa daquela edição da Copa e a vitória da Coreia do Norte acabou eliminando a Itália da competição, em um dos maiores choques de todas as edições da competição. Dizem que os italianos voltaram para casa com uma salva de ovos e tomates podres. A seleção coreana caiu no gosto do público inglês que saiu do estádio eufórico com o resultado surpresa.

37578090_2169512926453981_1660409669161582592_n

37326632_2169539753117965_4694334898738036736_o
Comemorando o gol. (Créditos: Alamy)

37393472_2169512756453998_2603025188131962880_o

37395517_2169511813120759_2484428659914440704_o
O time comemora a vitória surpreendente contra a Itália há exatamente 52 anos, em 19 de julho de 1966.

O próximo jogo ocorreu contra Portugal, no dia 23 de julho de 1966, no Estádio Goodison Park, na cidade inglesa de Liverpool, que teve sua lotação máxima esgotada – mais de 40 mil pessoas foram assistir o jogo, em sua maioria torcendo para a Coreia. Um grupo de 3.000 ingleses havia cruzado a Inglaterra especialmente para assistir essa partida, admirados com a vitória sobre a Itália.

Logo no primeiro minuto de jogo, a Coreia saiu na frente marcando um gol contra a seleção portuguesa com Pak Seung Jin, levantando a torcida! A seleção portuguesa estava lenta e retraída, ao passo que os coreanos estavam jogando com rapidez e sempre avançando para o ataque. Aos 22 minutos, a Coreia abriu o segundo gol com Li Dong Woon e aos 25 minutos surpreendeu mais ainda ao marcar o terceiro gol com Yang Sung Kook. Em apenas 25 minutos de jogo a seleção asiática tinha 3 a 0 contra Portugal! Há rumores que, durante o intervalo, o técnico português Otto Glória teria dito aos jogadores no vestiário: vocês deram cabo do Brasil mas estão perdendo da Coreia?!

Leia também: Conto lendário sobre a equipe de futebol Chollima da RPDC

O que a seleção Chollima não esperava era a atuação do grande craque português Eusébio, que protagonizou uma das maiores reviravoltas de todas as Copas ao marcar sucessivamente 4 gols. Durante um lance português, o goleiro norte-coreano Lee Chang Myung foi pisoteado por vários jogadores lusitanos, mas o juiz nada fez. José Augusto viria a marcar o 5º gol para Portugal e a Coreia Socialista deixou a competição com uma derrota de 5 a 3, num dos jogos mais emocionantes e históricos das Copas. A seleção coreana saiu do estádio aclamada pelo público, que aplaudiu de pé, e seus jogadores foram recebidos em casa como verdadeiros heróis nacionais.

A participação da Coreia Popular na Copa de 1966, marcada pela eliminação da Itália e pelo emocionante jogo contra Portugal, ficou gravada na memória das Copas do Mundo e na história do esporte nacional da Coreia Socialista. Os rapazes da seleção Chollima vinham de condições complicadas em que seu país tentava se levantar após uma guerra devastadora e mortal promovida pelos Estados Unidos e mesmo assim representaram muito bem o seu país e sua Revolução Socialista, deixando marcado para sempre o nome da Coreia Popular no cenário futebolístico mundial. A Coreia Socialista foi o primeiro país asiático a chegar a uma quarta de final de Copa.

A Coreia do Norte só voltaria a participar de uma Copa do Mundo apenas 44 anos depois, na Copa da África do Sul de 2010, com uma campanha fraca em que chegou até mesmo a jogar contra o Brasil, marcando um gol contra nossa seleção.

Em 2002 a rede britânica BBC fez uma viagem para a Coreia do Norte e gravou um documentário com os jogadores da seleção Chollima de 1966, que, após a histórica participação, viraram heróis do Exército, treinadores esportivos ou continuaram na vida de atleta. O herói do jogo que eliminou a Itália, Pak Doo Ik, foi promovido a sargento do Exército Popular da Coreia e no início dos anos 2000 era treinador de times juvenis da capital coreana Pyongyang.

37392882_2169544853117455_6227525132626165760_n
Jogadores em frente à estátua de Kim Il Sung.
37255735_2169511633120777_4680796457446408192_n
Esses são os jogadores vivos da lendária seleção Chollima de 1966 descobertos em Pyongyang por uma equipe britânica de reportagem.

Você pode ver o documentário, chamado “O Jogo da Vida Deles” aqui:

37488188_2169512749787332_3453961494843097088_o
Selo da RPD da Coreia louvando a participação digníssima de sua seleção na Copa do Mundo de 1966, na Inglaterra.

Autoria do artigo:

________________________________
Lucas Rubio
Presidente do CEPS-BR

1

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s